Peças de Labirinto

20-05-2017 06:33
Estreitos caminhos cruzados  sem destino nenhum... 
 
... Como que Peças de estrelas estilhaçadas numa  noite qualquer.. 
 
... Viagens  lotadas de lugares vazios.. 
 
... Destinos  sem começos ... 
 
... Fome sem ânsia... 
 
... Paixão sem amor... 
 
... Escuridão sem noite... 
 
... Alma sem corpo... 
 
E assim te encontras  num labirinto de incertezas  que tu chamas dúvida... enquanto eu lhe chamo razão.. 
 
Desiludes-te a cada beco   negando a hipótese do recomeço . 
 
Vacilas entre norte e sul... certo e o incerto, quando a saída está mesmo a tua frente. 
 
Até finalmente  o labirinto se abre a te convidar a  sair... Mesmo sem  nunca lá teres sequer entrado... 
 
E que nem um qualquer D. Quixote lutas contra gigantes  pintados  da cor da insegurança ... 
 
.. Quando a única coisa que te impede de seguir em frente são os medos vazios criados por ti mesmo(a)..
 
Por isso segue em frente e... faz do teu destino uma tela vazia... Uma Música sem orquestra.. . Um deserto sem areia e cria tu mesmo(a)...Pegadas de gente em praias cheias de nada.
 
... Como que encontrasses o significado de tudo como  Pérolas escondidas em conchas vazias.
 
Bruno Rio