Segredos

24-06-2012 03:45

"Lentamente me perco nos segredos do teu corpo...lentamente me realizo nos teus recantos...a emoção que estremece a cada suspiro que a tua alma me dá em forma daquele abraço distante e perdido que como uma valsa dançada a uma pessoa só.Ao olhar que me persegue quando me encaras ,recuo na emoção e entrego a minha alma com todo o meu amor em forma daquela paixao pecaminosa que dois amantes disfrutam no instante em que se entregam.Voas como uma pomba regressa ao lar...como o vento rasga os céus e chegas a mim...a cada loucura perdida num livro qualquer ,retribuis com a calma serena de uma qualquer madrugada em que o escuro antecede o amanhecer..." Bruno Rio